Capítulo 7 – Consistência Como Processo

Richard Wolf, lotus development Corporation

Consistência significa que ações similares dos usuários levam a resultados similares, e assim, permitem que usuários transferiram os conhecimentos e habilidades de uma área para outra (skills). A consistência no mundo real é uma tarefa multifacetada, exige compreensão de requisições conflitantes.

A resolução desses conflitos a maioria das vezes é um problema de processo, não de tecnologia, assim, para atingir consistência é preciso ter uma visão de processo: o fluxo de informação e decisões pela organização.

Aspectos da consistência: consistência é composta de elementos conflitantes.

  • Self consistency: consistência em relação a si mesmo, é relacionada as ações e modelos dentro de uma aplicação.
  • Consistência entre aplicações: ações similares dos usuários em diferentes aplicações deve levar a resultados semelhantes, por exemplo: clicar na opção Arquivo -> Salvar.
  • Histórica: é necessário que a aplicação seja consistente com as suas versões anteriores e diferentes plataformas (nota do autor: Android e IOS por exemplo).

Todos esses elementos ocasionam conflitos, que podem ser resolvidos por um indivíduo com uma perspectiva mais ampla: um arquiteto de interface de usuário. Sua função é ser o coordenador das decisões interface.

Deve gerenciar os esforços para consistência no produto, administração, marketing, até mesmo a documentação sobre uma família de produtos. Pode até existir um comitê e membros de interface cuja função é educar um grupo sobre os trade-offs envolvendo decisões interface e receber feedback.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>